Confira os detalhes da Brasil Game Show, o maior evento de games da América Latina!

Entre os dias 11 e 14 de outubro, ocorreu pela 1º vez em São Paulo a Brasil Game Show, evento que reúne as novidades e atrações do mundo dos games em um único lugar. Eu, como uma gamer exemplar, não pude deixar de comparecer naquele Santuário onde todos se viam em harmonia.

 

 

 

 

 

 

 

 

Cheguei no local do evento por volta das 9 horas da manhã e me deparei com uma “pequena” fila que estava virando a 1º esquina, e era apenas o começo. Por volta das 10:30 abriram os portões! Ansiedade e olhos brilhando de emoção foram comuns, e assim que coloquei os pés dentro do evento não sabia para onde ir! Muitas luzes, jogos, cosplays, stands, e muita gente!
E o fato de ter muita gente contribui para os pontos ruins da BGS, pois assim que cheguei na fila do multiplayer do God of War (um pouco depois de entrar no evento), ela já estava dobrando o stand da Sony. Infelizmente não pude jogar tudo, senão ficaria sem conferir várias atrações que vi pelo espaço. A superlotação chegou a um ponto tão crítico que, por volta das 13:00 ouvi um bombeiro conversando com o segurança que teriam de fechar os portões e não deixar ninguém entrar, até que o espaço esvaziasse um pouco. A venda de ingressos pela internet foi suspensa quase 1 semana antes do evento, e continuaram vendendo nas bilheterias do Center Norte. Será que subestimaram o público gamer deste nosso Brasil Varonil?

Deixando de lado o fato que superamos o público esperado, vamos falar dos JOGOS!

Metal Gear Rising: Revengeance

Eu joguei! 2 vezes! E acreditem.. está lindo!!!!!

Metal Gear Rising vai sair um pouco do stealth, e colocar em nossas mãos Raiden (agora como um ninja-fodão-ciborgue-matador de gekkos-e com espadas no salto do sapato) em um Hack’n Slash muito bem feito. Queria ter gravado o gameplay… maaaaaaaas era proibido, consegui umas fotos e perdoem-me, elas estão meio feinhas.

Durante o gameplay, em nenhum momento tive aquela sensação de estar jogando Devil May Cry, ou God of War, como ocorre em muitos jogos hoje em dia. A mecânica é nova, o jogo é rápido, e mesmo sendo um jogo em que você deve pular nos seus inimigos e corta-los em tirinhas, a possibilidade de ir pelas sombras evitando combate também esta lá, como pude ver no demo em um momento em que você está em uma área cheia de soldados e Gekkos, e ao invés de ir loucamente em cima deles, foi possível passar por todos usando os velhos conceitos de stealth. (Mas cá entre nós… eu gosto é da pancadaria hehe).

Metal Gear Risgin: Revengeance foi extremamente aprovado por mim, por ser um jogo diferente e me deu uma sensação de novidade e desafio, e será sem dúvidas uma das minhas aquisições ano que vem. Sua data de lançamento está prevista para 19 de fevereiro de 2013!

God of War: Acension

Não joguei o multiplayer, mas o single-player está no bom e velho conceito que conhecemos. Mas com algumas mudanças.

Continua o sangue e as mutilações, porém, esta mais frenético! Senti que Kratos está mais rápido nos golpes e esquivas e isso foi muito bom, pois ele era um pouco travado nos outros Gow’s. O sistema de pegar a arma do inimigo no chão e a utilizar também ficou muito legal, e você pode descarta-la de uma maneira especial, (por exemplo, ao jogar a lança, uma chuva pontiaguda cai em cima dos inimigos).

Resumindo… está muito bom :D. O que deve estar diferente é o multiplayer (que eu não joguei T^T). God of War: Ascension será lançado dia 12 de Março para PS3.

Injustice: Gods Among Us

Dos mesmos produtores de Mortal Kombat, um jogo de luta com os personagens da DC Comics, e ficou.. hum.. bem.. ficou um jogo de luta.

Eu joguei, e gostei. Mas tive aquela velha sensação de estar jogando Mortal Kombat. Não vou falar que o jogo é ruim. Pelo contrário, é divertido divertido. Os especiais de cada personagem remete ao poder e habilidade característico (como o Flash, em que ele dá uma volta ao mundo e pega velocidade para um soco motherfucker), e é bem intuitivo. Ganhei com a Mulher-Gato e até agora não sei como fiz isso, apenas usei os famosos meia-lua + soco forte, etc. Mas pelo que senti não teve muita inovação.

 

 

Resumindo, Injustice: Gods Among Us é um bom jogo, e vale a pena pra juntar uma galera em casa e passar a madrugada batendo nos seus amigos com o Batman. O jogo será lançado dia 13 de Abril para PS3, Xbox360 e WiiU.

 

 

E estes foram os jogos que eu consegui testar. Faltou Devil May Cry (mas 4 horas de espera na fila não me foram atrativas), Black Ops 2, Playstation Allstars, e muitos e muitos outros. Estive no stand da Ubisoft e pude ver um pouco de Assassins Creed 3, e descobri que se não fosse nosso querido Philippe Ducharme, um dos produtores da série, ter deixado a própria cópia do demo, ninguém teria testado jogo.

E falando nele, tive a oportunidade de pegar um poster autografado *-*

Eu descabelada depois de um dia inteiro surtando nos stands, sem palavras ao lado de Philippe Ducharme

Não fiz perguntas.. travei quando ele falou comigo =( mas valeu a pena ficar 1 hora na fila!

Enfim… o evento foi lindo, os jogos estavam ótimos! Só senti falta de Splinter Cell: Blacklist e Dead Space 3, que poderiam estar lá para mais loucuras ainda. Não foi o evento perfeito, principalmente pela desorganização na administração de pessoas. Mas foi bom o suficiente para que eu garanta minha presença ano que vem, que já tem data marcada (24 a 28 de outubro, no mesmo local). Tem muita coisa que eu ainda queria falar a vocês, como a sala fechada que fizeram para o WiiU, os cosplays, o preço dos lanches, os posters, as pessoas, o lugar, o.. o..  ah.. deixe-me parar por aqui, senão não consigo fechar este post ainda hoje =(

 

Para quem quiser conferir mais fotos, o meu Perfil no Facebook tem muito mais do Evento.

Cya, e em breve farei um outro post para falar do que falta hahahahaha