A gigante americana Apple investiu US$ 1 bilhão no aplicativo chinês de reserva de táxis Didi Chuxing, número um do país, anunciou a companhia nesta sexta-feira (13). Ela é a principal rival da norte-americana Uber na China.

Realizada por ocasião de uma grande arrecadação de fundos, esta injeção é “o investimento individual mais importante” que Didi já recebeu, o que torna o grupo californiano um de seus investidores estratégicos, indicou o grupo chinês que opera o aplicativo em um comunicado.

Aeses da internet Alibaba e Tencent, afirma que domina 99% do mercado chinês de reservas de táxis on-line e mais de 85% do de reservas de veículos privados com motorista, com 300 milhões de usuários registrados.

No entanto, a empresa precisa lidar com o êxito do Uber, que chegou à China no início de 2014 e que se desenvolve através de colossais investimentos, necessários para subsidiar os trajetos de seus clientes e aumentar, assim, sua base de usuários.

O Uber, que principalmente recebeu o apoio do Baidu, outro gigante chinês da internet, anunciou recentemente que perdia US$ 1 bilhão ao ano na China.

Para enfrentá-lo, o Didi arrecadou bilhões de dólares no ano passado. “O apoio fornecido pela Apple nos dá um ânimo enorme”, comemorou nesta sexta-feira Cheng Wei, fundador e diretor do Didi.

Por sua vez, o diretor da Apple, Tim Cook, citado pela agência oficial de notícias chinesa, disse: “Decidimos por este investimento por várias razões estratégicas, que incluem a oportunidade de aprender, em primeiro lugar, sobre vários setores do mercado” local.

(Fonte: G1)