Uma mãe de um garoto de 14 anos abriram um processo contra a rede social “Snapchat” nos Estados Unidos porque o aplicativo sem qualquer aviso mostrou conteúdo inapropriado para menores na aba Discorver

O caso foi aberto em um tribunal da Califórnia, e no documento várias pessoas que reclamaram também indicam que vários artigos tem os adultos como público alvo e que estavam disponível também para menores sem nenhuma restrição.

Milhões de pais nos Estados Unidos estão hoje desavisados de que o Snapchat está organizando e publicando este conteúdo profundamente sexual e ofensivo às suas crianças”, diz a ação. Em conversa com o The Verge, o Snapchat discordou desse ponto de vista: “Nossos parceiros do Discover têm independência editorial, algo que nós apoiamos.”

Hoje a App Store classifica o aplicativo como ideal para usuários a partir de 12 anos, mas avisa que pode haver conteúdo sexual, nudez, referências a álcool e drogas. O que a ação quer – além de uma penalização civil – é que o Snapchat implemente um sistema que avise sempre que esse tipo de material surgir.

(Via: Olhar Digital)