Nesta quinta-feira (15), o Facebook disse que lançará várias ferramentas para combater a disseminação de notícias falsas na sua rede social.

A empresa facilitará para os usuários a marcação de artigos falsos em seus feeds de notícias e também trabalhará com parcerias com empresas como o site de checagem de fatos Snopes, a ABC News e Associated Press, num esforço para verificar a autenticidade das histórias.

O Facebook disse que, se as empresas identificarem que uma notícia é falsa, ela será marcada como “contestada” e haverá um link para o artigo correspondente explicado o porquê.

A empresa disse que as notícias contestadas podem ser rebaixadas no feed de notícias, acrescentando que uma vez que um conteúdo for marcado, não poderá ser promovido.

O Facebook também eliminou a capacidade de falsificadores fazerem paródias com os nomes de domínio de publicações reais. O Facebook enfrentou críticas duras por não conseguir conter notícias falsas na corrida presidencial dos Estados Unidos.