A Microsoft oficialmente dá adeus ao Windows Vista nesta terça-feira (11), encerrando o suporte ao sistema operacional que, no início deste ano, completou uma década de vida. Na prática, isso significa que a empresa não oferecerá mais atualizações do sistema, de drivers ou correções.

A empresa anunciou no mês passado a data do fim do suporte ao sistema operacional – e o próximo da lista é o Windows 7, que deixará de receber atualizações a partir de 14 de janeiro de 2020.

Lançado em 2007, o Windows Vista nunca conquistou a mesma popularidade que as outras versões do sistema operacional da Microsoft. Para se ter uma ideia, atualmente, apenas 0,72% dos usuários usam o Vista, contra 7,44% que ainda utilizam o antecessor, Windows XP, que chegou ao mercado em 2001.

À época de seu lançamento, o Windows Vista foi previamente aclamado como um ponto de renovação para a Microsoft e trouxe uma renovação gráfica com a introdução da interface Aero, uma série de painéis de “vidro” com bordas borradas. Uma tentativa honesta de melhorar a experiência do usuário, mas cuja intensidade visual rapidamente cansou os usuários, além de consumir muitos recursos, especialmente em notebooks, e não funcionar muito bem em hardwares antigos. A confusão causada pelas diversas versões disponíveis (Starter, Home Basic, Home Premium, Ultimate e Enterprise) não ajudou na disseminação do sistema operacional.

Usuários mais preocupados com a segurança e que ainda usam o Windows Vista em seus computadores provavelmente deverão buscar um upgrade. O que não deverá ser uma mudança muito drástica no panorama de sistemas operacionais, considerando que a fama do Vista, que já não começou lá essas coisas, foi só piorando com o passar dos anos.

(Via: Gizmodo)