Para tentar evitar assaltos e crimes contra os motoristas, o aplicativo de transporte Uber passou a não funcionar em algumas áreas do Recife. A plataforma justificou a decisão que foi baseada na falta de segurança pública.
Questionado, o aplicativo informou que não tem os locais nem a quantidade de áreas que estão bloqueados para chamados de passageiros.

“Nossa missão é oferecer transporte acessível a todas as pessoas em todos os lugares, ao toque de um botão. Há alguns locais específicos em que o nosso serviço não está disponível no momento, devido a questões de segurança pública”, .

informou em nota

Com a mudança, o passageiro que mora nesses locais não terá mais a opção de chamar o serviço de transporte. A mensagem que aparece é “A Uber não está operando nessa área”.
Em março deste ano, o aplicativo havia informado que começaria a exigir o CPF dos passageiros no momento do cadastro, independentemente da forma de pagamento. Também no mês passado, dois motoristas do Uber foram mortos a tiros.

Um condutor de 32 anos foi morto quando transportava um ex-socioeducando da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), de 18 anos. Eles foram assassinados a tiros por dois homens que estavam em uma moto. O motorista não tinha antecedentes criminais.

O outro foi assassinado ao transportar um ex-presidiário, de 27 anos. O caso ocorreu nas proximidades da estação de metrô do bairro da Mangueira, na Zona Oeste do Recife. O passageiro ficou ferido no pé e no peito.
Segundo testemunhas, o carro com as duas vítimas estava estacionado quando um outro veículo de cor preta parou ao lado. Armado com uma pistola, um homem desceu do carro e efetuou os disparos. Na lataria do carro, havia 12 marcas de tiros.

(Via: G1)