As películas fazem a alegria de muita gente há muitos anos, que não medem esforços para ir ao cinema apreciar os lançamentos — mesmo com os valores dos ingressos. Desde 2008, com o filme “Homem de Ferro”, a Marvel deu início a seu universo cinematográfico e, de lá pra cá, coleciona sucessos de bilheterias e de crítica. Vingadores: Guerra Infinita, por exemplo, não só arrecadou elogios do público, como também mais de 2 bilhões de dólares na venda de tickets.

Os jogos de videogame, outra paixão do público, marcaram a infância e hoje divertem a vida adulta dos fãs ao redor do mundo. Não importa se é o jogo Asteroids ou FIFA 18, a dedicação e frustração nas derrotas são as mesmas.

E quando o mundo cinematográfico e dos games resolvem se unir acabam criando expectativas nos aficionados. Alguns filmes não saem como esperados, outros cumprem alguns desejos dos jogadores do game. O fato é que, mesmo com tantos exemplos já no mercado, não são todos os jogos de videogame que recebem adaptação para as telonas e saem intactos das lamúrias dos decepcionados.

Confira a seguir 4 exemplos de games que viraram filme e tiveram os mais diferentes tipos de retorno:

HITMAN: AGENTE 47

A adaptação cinematográfica da série de jogos Hitman aconteceu em 2015. No lançamento da distribuidora Fox Film, o Agente 47 (Rupert Friend) é um assassino de elite que foi geneticamente modificado, cujo objetivo é ser uma máquina de matar. Ele precisa caçar uma operação que planeja criar um exército imbatível baseado no segredo de sua criação. A obra sofreu críticas dos jogadores do game, em que muitos alegaram falta de fidelidade à produção digital.

MORTAL KOMBAT

O filme com inspiração na série de jogos da Netherrealm Studios chegou às telonas em 1995. Dirigido por Paul W. S. Anderson, a película tem como enredo o perigo que a Terra está correndo; Lord Raiden escolhe três lutadores capazes de vencer o Mortal Kombat — que é disputado pelos melhores lutadores do universo — para salvar o planeta. A produção chamou atenção do público pelas cenas de luta coreografadas, apesar de algumas críticas de outros.

WARCRAFT: O PRIMEIRO ENCONTRO DE DOIS MUNDOS

A paz reinava em Azeroth, até que os guerreiros Orc chegaram. Em um grande conflito gerado, cada lado dos “exércitos” tem o seu herói, que travará uma disputa que vai definir o destino de todos os outros indivíduos. Lançado recentemente, em 2016, o famoso game ganhou vida cinematográfica pelas mãos do diretor Duncan Jones. A produção arrecadou cerca de 400 milhões de dólares e uma avaliação positiva por parte do público, que viu nos efeitos visuais um dos pontos mais positivos da obra.

NEED FOR SPEED


Em 2014, a Walt Disney resolveu apostar em um sucesso do mundo dos consoles: a franquia de sucesso do jogo Need for Speed. O enredo gira em torno da história de pilotos de corridas ilegais. Um deles é preso injustamente quando um amigo morre durante um racha de carros; ao sair da cadeia, sua intenção é buscar a vingança.

A película não chegou a ser fracasso de bilheteria, mas não agradou parte dos críticos que, apesar de gostarem das cenas de corrida, lamentaram algumas decisões de roteiro.