Quem é fã de Quake, ou simplesmente adora tecnologia, vai adorar esse post. Isso porque a imagem que vocês verão abaixo, mostra um dos grandes nomes da indústria dos games, John Carmack, trabalhando na programação do seu game Quake usando um monitor antigo que já tinha resolução Full HD.

Só que na época durante o desenvolvimento de Quake, em 1995, você já deve saber que a tecnologia ali era super ultrapassada, não havia 20% da tecnologia que temos hoje, certo? ERRADO, ai é que você se engana.

Confira esta imagem abaixo:

Nesta imagem da pra perceber que John desenvolvia Quake em um monitor de 28 polegadas, quando monitores LCD ainda estava engatinhando e custava uma fortuna nas lojas. Mesmo assim a tecnologia que o John usava era de ponta pra época para desenvolver o jogo.

Na foto acima o monitor que ele usava era CRT InterView 28hd96 da Silicon Graphics/Integraph, com 28 polegadas, dimensões 49,5 x 69,9 x 62 cm, que pesava incríveis 45kg e consumia inacreditáveis 180 watts.

Confira a imagem abaixo:

O mais interessante disso tudo é que este este monitor usado tinha a resolução de 1080P, que em pleno 1995 jamais imaginávamos que íamos usar um monitor desses com essa tecnologia.

O interessante é que outros criadores de jogos famosos também usavam tecnologia de ponta, como o  co-criador de Crash Bandicoot, Andy Gavin, disse que um dos poucos luxos que você tem ao passar “18 horas por dia programando videogames” é a máquina que você usa para isso. Em 1997, na Naughty Dog, ele falou que usava um computador com 8 GB de RAM, juntamente com um monitor de tela plana de 1080P adquirido por ele em 1998.

Um dos primeiros a serem criados, segundo ele acredita. De acordo com ele, um monitor desses custava de US$ 4 mil a US$ 7 mil naquela época. Achou caro? Pois para obter os 8GB de RAM você precisava gastar mais de US$ 40 mil! Coisa que hoje é super comum qualquer computador básico ter 8GB de RAM.

Agora fica a dúvida no ar, se aquela galera de anos atrás usavam essas configurações, imaginem o que os desenvolvedores de hoje usam pra desenvolver os games atuais?

(Via: GameHall)